REGISTROS

NOTÍCIAS

ASRM apoia manifestação do Acadêmico Cesar Victora

A Academia Sul- Rio- Grandense de Medicina (ASRM), consonante às suas prerrogativas de guardiã dos preceitos científicos da Medicina, previstos na sua missão de “Preservar os princípios éticos e Hipocráticos que norteiam a atuação do médico na sociedade”,manifesta apoio ao posicionamento do Acadêmico Cesar Victora, referente à outorga do grau de Grã-Cruz da Ordem do Mérito Científico.

A posição do Acadêmico está expressa em sua Carta Aberta ao Ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, datada de 05 de novembro de 2021, abaixo reproduzida.

Pelotas, 5 de novembro de 2021.

 

Exmo. Sr. Ministro Marcos Pontes,

Tomei conhecimento no último dia 3 da publicação no Diário Oficial informando minha promoção desde o grau de Comendador da Ordem do Mérito Científico, distinção a mim conferida em 2008, para o prestigioso grau de Grã‐Cruz da mesma ordem. Embora a distinção represente um importante – e talvez o maior ‐ reconhecimento para qualquer cientista brasileiro, ela me deixou dividido.

A homenagem oferecida por um governo federal que não apenas ignora, mas ativamente boicota as recomendações da epidemiologia e da saúde coletiva, não me parece pertinente. Como cientista e epidemiologista, tenho tornado pública, através de palestras e artigos científicos, minha completa oposição à forma como a pandemia de COVID‐19 tem sido enfrentada por esse governo.

Mais ainda, enquanto cientista não consigo compactuar com a forma pela qual o negacionismo em geral, as perseguições a colegas cientistas e, em especial, os recentes cortes nos orçamentos federais para a ciência têm sido utilizados como ferramentas para retroceder os importantes progressos alcançados pela comunidade cientifica brasileira nas últimas décadas.

Escrevi o texto acima antes de ficar ciente de que as indicações de dois colegas cientistas com posições críticas ao governo federal foram tornadas sem efeito, conforme o Diário Oficial de 5 de novembro. Tal atitude somente reforça minha decisão de não aceitar a distinção a mim oferecida.

Atenciosamente,

Cesar Victora

Professor Emérito
Programa de Pós‐Graduação em Epidemiologia
Universidade Federal de Pelotas