REGISTROS

OPINIÕES

‘Mais Especialistas’: Opinião da Academia Paulista de Medicina

A Academia de Medicina de São Paulo, obediente às suas atribuições estatutárias de promover o aprimoramento da formação médica, cujo alvo é o aperfeiçoamento da atenção à saúde, quer nos seus aspectos preventivos quer nos curativos, não podesilenciar diante de mais um ato irresponsável do governo brasileiro. Insiste, o poder público federal, em transformar o atendimento médico num número estatístico, desprezando qualquer critério de qualidade.

Desde a instituição do eleiçoeiro programa “Mais Médicos”, implantado ao arrepio das leis brasileiras que, no caso dos médicos estrangeiros,  dispensou tanto a aferição dos conhecimentos básicos através do exame “Revalida”- sempre exigido para qualquermédico estrangeiro que queira clinicar no Brasil –  quanto a tradução juramentada dos seus diplomas – indispensável para legitimar este documento – o governo federal vem demonstrando, com de seu viés autoritário, o desprezo pela  opinião médica brasileira.Transparece a intenção de ludibriar a boa fé do povo que exigia, diante dos absurdos gastos com a recém finda Copa do Mundo de futebol, hospitais “padrão Fifa”.

Após distribuir autorizações para funcionamento de inúmeras Faculdades de Medicina, menosprezando critérios técnicos, decreta o “Mais Especialistas” que, no juízo de todas as nossas entidades médicas, trará prejuízos irrecuperáveis para a formação domédico especialista, programa até hoje tão bem cuidado   por estas entidades, a tal ponto que permitiu a projeção internacional da medicina brasileira.

Por estas razões declara seu veemente repúdio a mais este ato contra a Medicina Brasileira, cuja consequência será sempre a depreciação da saúde do cidadão carente de recursos e, por meio deste documento, associa-se a todas entidades fiscalizadoras erepresentativas da atividade médica nacional no empenho da revogação desta  absurda  e indevida interferência na qualificação médica.

Antonio Carlos Gomes da Silva, secretário geral.
José Roberto de Souza Baratella, presidente.

Autor: José Roberto de Souza Baratella – Presidente