MEMBROS CORRESPONDENTES

César Gomes Victora

Nasceu em São Gabriel, em 1952. É Professor Emérito de Epidemiologia na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Rio Grande do Sul, onde foi admitido em 1977, após graduar-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Em 1983, obteve o título de PhD em Epidemiologia da Assistência Médica pela Escola de Higiene e Medicina Tropical da Universidade de Londres. Em 2018, recebeu um Doutorado Honoris Causa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Realizou extensas pesquisas em diversos estados brasileiros, havendo atuado como como pesquisador ou consultor em mais de 40 países, assessorando a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Suas pesquisas incluem as áreas de saúde e nutrição materno-infantil, amamentação, coortes de nascimento, desigualdades sociais e avaliação de serviços de saúde, tendo resultado em mais de 600 publicações científicas com mais de 35.000 citações no Web of Science (índice H = 92).

 

 

Suas principais contribuições científicas incluem a documentação da importância do aleitamento materno exclusivo para prevenir a mortalidade infantil e a construção de curvas de crescimento infantil atualmente adotadas em mais de 140 países. Com o estudo de seis mil crianças pelotenses, acompanhadas desde o seu nascimento, em 1982, até os 30 anos de vida, contribuiu para estabelecer o papel crítico da nutrição durante os primeiros mil dias (entre a concepção e o segundo aniversário) para a saúde e o capital humano na vida adulta. Em 1991, foi co-fundador do Programa de PósGraduação em Epidemiologia da UFPel, que atualmente tem conceito máximo (grau sete) conforme a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Já orientou 20 mestres e 15 doutores, dois dos quais venceram o Prêmio CAPES de Teses em 2010 e 2013. Em 2003, coordenou a Série de Sobrevivência Infantil Lancet/Bellagio, um conjunto de cinco artigos científicos com grande impacto sobre as políticas globais. Atua ainda como Pesquisador de nível 1-A do CNPq, Professor Visitante das Universidades de Harvard, Oxford, e Johns Hopkins, e Membro do Conselho Editorial de várias revistas, inclusive a The Lancet.

 

Recebeu o Prêmio Conrado Wessel de Medicina em 2005 e o Prêmio Scopus/CAPES por produtividade científica em 2006, sendo eleito, neste ano, para a Academia Brasileira de Ciências e indicado para a Comissão Nacional de Determinantes Sociais em Saúde. Em 2008, recebeu o Prêmio Abraham Horwitz para Liderança em Saúde Inter-Americana, da Organização PanAmericana da Saúde (OPAS), havendo também sido agraciado com o grau de Comendador da Ordens Nacionais do Mérito Científico (2008) e da Ordem Nacional do Mérito Médico (2010).

 

 

Em 2011, recebeu o Prêmio Global de Pesquisa Pediátrica em Denver (USA). Em 2013, recebeu o Wellcome Trust Senior Investigator Award, com financiamento de sete anos para criar um Observatório Global de Desigualdades em Saúde Materno-Infantil. Foi presidente da Associação Epidemiológica Internacional (período de 2011-2014). Foi agraciado com o Canada Gairdner Global Health Award em 2017 e admitido para UNESCOThe World Academy of Sciences em 2018. Ainda em 2018, foi incluído no Clarivate/Web of Science Highly-Cited Researchers List.