CADEIRAS - MEMBROS TITULARES

TITULAR

Luiz Lavinsky

Luiz Lavinsky nasceu em Erechim, Estado do Rio Grande do Sul, em 1947. É filho de Adálio e Rachella Lavinsky e descendente de avós imigrantes, vindos da Bielo-Rússia e Lituânia há mais de um século. Até os cinco anos viveu em Bela Esperança, distrito de Erechim, onde seu pai tinha uma pequena indústria madeireira.

Mudou-se então para Quatro Irmãos, outro distrito de Erechim, onde ingressou na escola. Durante quatro anos, estudou na Escola Municipal de Quatro Irmãos. Essa localidade, implantada por uma companhia colonizadora inglesa, tinha uma infra-estrutura urbana privilegiada para a época: dispunha de cinema, de um hospital de bom nível, com médicos europeus, de usina de eletricidade e de rede ferroviária própria, que se conectava com a estatal. Ali também se instalou uma das primeiras cooperativas de produtores do Brasil.

Ao aproximar-se a época do exame de admissão, que vinha a ser um concurso que dava acesso ao curso ginasial, os pais, com grande sacrifício, pelas condições econômicas da época, matricularam Luiz, juntamente com o irmão gêmeo, Jacó (destacado oftalmologista), em regime de internato no Instituto de Educação, em Passo Fundo. Esse colégio, de origem americana, nesses anos tinha o clima do pós-guerra, dos anos dourados para os Estados Unidos, sendo uma educação primorosa a prioridade absoluta. Foi aí que, ainda uma criança de nove anos, teve contato com as grandes prioridades da instituição, que eram oferecer, além do currículo diferenciado, um código de ética e valores humanísticos que certamente marcaram profundamente a sua formação, bem como de uma geração de gaúchos que construíram a sua vida fora da capital. Essa valiosa contribuição e o legado recebido da família, esculpida por sacrifícios e por um rigor intransigente nos seus princípios, formaram os fundamentos de sua vida. Luiz Lavinsky estudou ainda nos colégios estaduais de Erechim e Julio de Castilhos, em Porto Alegre, onde completou o curso científico. Depois disso estudou Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Tendo finalizado o curso de Medicina, realizou a sua residência médica em Otorrinolaringologia com o professor Juan Manuel Tato, figura das mais preeminentes na especialidade na América do Sul na época, em Buenos Aires, Argentina. Seguiu então para Madri, onde, com o igualmente destacado Prof. Antoli Candela, seguiu estabelecendo a sua formação otorrinolaringológica, finalizada em Houston, nos Estados Unidos, com os Professores Bob Alford e James Jerger.

Ao se estabelecer profissionalmente em Porto Alegre, o Dr. Luiz Lavinsky foi prontamente contratado pelo Hospital de Clinicas, que dava os primeiros passos, em 1974. Logo a seguir, no final dos anos 1970, realizou o seu Mestrado na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, que era na época o único curso oficial do Brasil. A seguir iniciou, na então Escola Paulista de Medicina, hoje pertencente à Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o programa de Doutorado e Pós Doutorado, sendo um dos pioneiros com esses títulos no Brasil, e o primeiro no Rio Grande do Sul, na especialidade.

Há 27 anos tornou-se Professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, contribuindo para a formação de milhares de médicos de nosso Estado, bem como para a formação otorrinolaringológica de aproximadamente uma centena de especialistas no Hospital de Clinicas de Porto Alegre.

Introduziu na América do Sul o primeiro equipamento de emissões otoacústicas, hoje tão reconhecido para detecção precoce de surdez em lactentes. Realizou o primeiro implante coclear multicanal no sul do Brasil, destinado a corrigir a surdo-mudez de pacientes com surdez profunda. Entre outras realizações, o Dr. Luiz Lavinsky introduziu ainda, no Brasil, o primeiro sistema de reabilitação labiríntica por imagem virtual.

Exerceu a presidência da Sociedade Gaúcha de Otorrinolaringologia e da Sociedade Brasileira de Otologia. Presidiu o Congresso Brasileiro de Otologia em 1993 e o de Otorrinolaringologia em 1998.

Exerceu a chefia do Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Clínicas e a do Centro de Pesquisas do Hospital de Clínicas, quando realizou a implantação desse Centro. Atualmente, é Chefe do Departamento de Otorrinolaringologia e Oftalmologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Mantém uma intensa vida acadêmica, que pode ser expressa em números: proferiu 72 conferências e mesas redondas no exterior e 221 no país. Participou ativamente de 44 eventos no exterior. Ministrou 67 cursos. Ocupou 21 cargos acadêmicos. Foi membro da banca examinadora de 79 concursos universitários, além de ter orientado 38 bolsistas, monitores, mestres e doutores. Participa do conselho editorial de nove periódicos médicos nacionais e internacionais. A sua produção científica inclui 42 capítulos de livro; 57 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais; 78 trabalhos apresentados em eventos nacionais e internacionais e publicados em anais; 28 textos em jornais e revistas leigas; e três livros. Finalmente, obteve, ao longo de sua carreira, 11 prêmios.

Com orgulho, manifesta que o “trabalho é o seu hobby”, e que o que construiu tem relação direta com a família, o seu maior orgulho e cúmplice permanente dos seus sonhos, geradora de uma energia provinda de um calor emanado pela união e dedicação. Essa família é toda dedicada à saúde: a esposa, Elaine, educadora, direcionou o seu trabalho a surdos; uma das filhas, Michelle, é médica otorrinolaringologista, casada com Fernando Wolff, gastroenterologista; a outra filha, Danielle, é odontóloga, em formação na área de cirurgia bucomaxilofacial. O filho Joel é formando em Medicina na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fará concurso igualmente para a área de otorrinolaringologia.

A carreira profissional do Prof. Dr. Luiz Lavinsky atingiu o seu apogeu com a indicação para ocupar a cadeira 15 da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina, anteriormente pertencente ao saudoso Prof. Ivo Kuhl.