CADEIRAS

PATRONO

Álvaro Barcellos Ferreira

O Professor Álvaro Barcellos Ferreira nasceu no dia 25 de setembro de 1906  em Porto Alegre, filho de Luiz e Julieta Barcellos Ferreira. Pertencia a uma família numerosa, tendo tido dez irmãos.

Após estudar no Colégio Anchieta, onde fez o curso secundário, cursou a  Faculdade de Medicina de Porto Alegre, diplomando-se em 1927. Nesse mesmo ano, conquistou o titulo de Doutor em Medicina.

Conquistou todos os títulos universitários:

• Docente livre, por concurso, de Clínica de Propedêutica Médica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1933.

• Professor Catedrático, por concurso, da Clínica de Propedêutica Médica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1934, com 28 anos de idade.

• Docente livre, por concurso, de Clínica Médica da Faculdade Nacional de Medicina.

• Professor Catedrático, por concurso, da 2ª Cadeira de Clínica Medica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, a partir de 1945.

• Diretor da Faculdade de Medicina da UFRGS a partir de 1964.

Participou de inúmeros congressos, jornadas e simpósios, na qualidade de orador, convidado especial e expositor. Publicou mais de 40 trabalhos em revistas nacionais e estrangeiras, realizou 65 conferências dentro e fora do país, fez parte de bancas examinadoras de caráter universitário em vários estados do Brasil.

Foi por duas vezes escolhido para paraninfar turmas médicas, a primeira vez em 1954 e a segunda em 1960, tendo sido, além disso, por seis vezes  professor homenageado.

Por diversas vezes, foi eleito presidente da Sociedade de Medicina de Porto Alegre e do Sindicato Médico de Porto Alegre.

Suas atividades estiveram sempre ligadas à Santa Casa de Misericórdia, onde exerceu os cargos de Diretor da 21a Enfermaria e, posteriormente, da  Enfermaria 37, sendo eleito membro da Irmandade pelos relevantes serviços prestados.

Foi agraciado com a medalha comemorativa do Centenário do Nascimento do Barão de Rio Branco, com a medalha Mal Caetano de Farias e com a medalha Mal Hermes da Fonseca.

Esses são os dados frios de um currículo que ficou incompleto. Quem foi afinal Álvaro Barcellos Ferreira?

Médico, profundo conhecedor do corpo e da alma humana, dedicava aos seus pacientes todo o seu conhecimento e o seu afeto, tornando-se para eles apoio constante e transformando pacientes em amigos.

Professor e orador emérito, conseguia dar as suas conferências, palestras e aulas uma clareza lógica e um brilho invulgar. Talvez os versos de Dolores Duran nunca tenham tido tanta beleza e tanta força, como na  ocasião em que foram recitados por sua voz forte e sonora, quando paraninfava a turma de 1960 da Faculdade de Medicina.

Figura humana notável, tratava a todos, independente de cor, classe ou posição social, com a mesma consideração e, respeito, sempre afável e sempre cavalheiro. Manteve sempre a simplicidade que caracteriza os grandes homens e as grandes almas, aqueles que com seu grande conhecimento  têm consciência também da limitação do saber humano.

O professor Álvaro Barcellos Ferreira faleceu em Porto Alegre, no dia 15 de novembro de 1985. Foi um homem que muito amou e que soube fazer-se admirar, respeitar, querer e amar.

 

Esta Biografia faz parte do Tomo I da Coleção da Academia Sul-rio-grandense  de Medicina, organizada pelo Acadêmico Aloyzio Achutti, editada pela Tomo Editorial em 1998.